fechar X
assine
Newsletter

Aprenda como evitar o bicho da goiaba

Publicado em 27 de Mar de 2016 por Isadora Couto |COMENTE

O bicho da goiaba é uma praga de difícil controle. Confira as dicas para evitar esse problema



Texto Daniel Keny | Adaptação Isadora Couto | Foto Shutterstock   

 

Aprenda como evitar o bicho da goiaba 

"O que é pior que encontrar um bicho na goiaba? Encontrar metade dele!" Essa antiga piada faz referência à pequena larva que costuma se desenvolver dentro da goiaba. O que muita gente não sabe é como isso acontece obviamente, algum inseto gera as pequenas larvas que ficam na polpa da fruta. A mosca-das-frutas, ou bicho da goiaba, é a responsável por depositar os ovos dentro dos frutos. No Brasil, os insetos que têm esse hábito são a mosca-do-mediterrâneo e outras 95 espécies do gênero Anastrepha. Esses insetos apresentam asas rajadas e corpo com colorações contrastantes, por exemplo, amarelo e preto.

Apesar do nome relacionado à goiaba, onde é mais comum sua presença, o inseto ataca outras frutas, conforme alerta o engenheiro agrônomo José Américo Turri. "O bicho da goiaba ataca uma grande gama de frutas como mangas, carambolas, uvas, pêssegos, pitangas, entre outras. Esse inseto é amplamente disseminado no Brasil e difícil de controlar e erradicar." Embora grandes pomares sejam mais suscetíveis ao ataque da praga, uma única frutífera no jardim especialmente se for uma mirtácea pode acabar atraindo as moscas. "Quando está frutificando, a planta atrai o inseto, que ovoposita nos frutos para que as larvas se alimentem e se desenvolvam", explica Turri.

Gustavo Carvalho, agrônomo na empresa Rodrigo Oliveira Paisagismo, afirma que identificar a presença da larva não é difícil. "O fruto fica com um pequeno furo e o local começa a apodrecer rapidamente, você percebe quehá um problema."  A mosca das-frutas prefere regiões mais quentes e úmidas ou épocas do ano com essas características, pois a temperatura elevada facilita a sua reprodução. Entretanto, fatores como uso exagerado de inseticidas que costumam eliminar os predadores naturais das moscas e saúde debilitada das plantas podem favorecer uma infestação.

 

O CICLO

A mosca-da-fruta fura a casca com um ferrão que possui no abdômen e deposita seus ovos dentro do fruto. Os ovos transformam-se em larvas, que se alimentam da polpa. As galerias que abrem na fruta acumulam bactérias que aceleram o apodrecimento. Quando o fruto cai, a larva se enterra no solo e avança ao estágio de pupa, um período intermediário antes de se transformar em mosca. Após dez dias de metamorfose, o inseto atinge sua forma definitiva. 

 

Revista Plantas Flores & Jardins | Ed.110 - Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título

 

 

 


 
COMENTE