fechar X
assine
Newsletter

Como montar um orquidário

Publicado em 31 de Oct de 2016 por Isadora Couto |COMENTE

Planejar um orquidário exige alguns cuidados especiais, paciência e muita dedicação para as plantas crescerem saudáveis e vibrantes. Que tal começar agora?



Texto Juliana Duarte | Adaptação Isadora Couto | Foto Divulgação 

Como montar um orquidário

Ela pode ser branca, amarela, lilás e até azul. Há opções pequenas, que parecem se multiplicar pelos galhos, e as maiores, vistosas e imponentes do orquidário. Em todos os casos é quase impossível resistir ao charme de uma orquídea, flor que conta com uma grande legião de fãs pelo mundo. Tempos atrás, colecioná-la era privilégio de poucos devido ao valor de mercado. No entanto, tal hobby tornou-se acessível com a reprodução comercial de algumas espécies, como a chuva-de-ouro (Oncidium varicosum) e a borboleta (Phalaenopsis).

Com essas variedades, os lares passaram a ficar cada vez mais coloridos. Quem gosta da planta sempre encontra um local especial para acomodá-las. Uma boa alternativa, segundo a paisagista Paula Galbi, de São Paulo (SP), é optar por um pergolado. Além de contribuir esteticamente para o jardim, o elemento ainda é perfeito para organizar as plantas, que podem ser dispostas em prateleiras ou penduradas ao longo da cobertura vazada. Para proteger as espécies sem abafá-las, é necessário colocar uma tela chamada de sombrite acima das ripas superiores. "Esse procedimento é essencial, pois as flores não toleram a incidência direta de raios solares", comenta Paula.

Vale ressaltar ainda que essas plantas se desenvolvem melhor em locais ventilados. A construção pode ter tamanhos variados, definidos de acordo coma área disponível, e diferentes tipos de estrutura. A mais comum é a de madeira, que deve receber proteção de um verniz ou stain, já que estará em contato direto com a água. Projetos mais clássicos, no entanto, podem ser feitos com ferro, material que permite inúmeras composições. Há também a possibilidade de erguer o pergolado com concreto, caso da arquiteta Christianne Pierro, de São Paulo (SP), que apostou em um modelo longilíneo planejado especialmente para um corredor.


Revista Plantas Flores & Jardins | Ed.98 - Assine já e garanta 6 meses grátis de outro título


 
COMENTE